4.11.2006

eterna melodia do pensamento

nc vais ler isto...se leres fico espantado...as palavras correm nas pontas dos dedos cm se de um pensamento se tratasse.a musica incomoda.me, aumento o volume e tudo fica normal.o silencio da melodia do pensamento incomoda.me.aumento mais o volume...os timpanos latejam, ficam surdos, mudos, cegos.cegos pra q?mudos talvez agora cegos?(diz alguem...). n tenho resposta.nada faz sentido
onde tas?de onde vens?onde tivest est tmpo todo?paixao?duvido...vicio fumo cera velas.paz
guerra...pq nada faz sentido.a melodia do pensamento acorda, respira por fim..mas tu ja n tas.ja te foste (alg1 vz tivest??)
amanha e outro dia.o sol a chuva as nuvens...tudo brilha...e sinto.me bem :) mm sem ti tou bem tou feliz tou consciente...pq sao pssoas cm tu q valem a pena.mm q n fale q n conheca basta saber e sei.perdido no mapa ruas vielas becos...a tua casa por fim.mas n e esta?ou sera?enfim vou.me

1 comentário:

joana disse...

A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura
Ora amarga... ora doce...
Pra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!

(dirigido a um eu incerto)

-Joana-**